Como será sua aposentadoria?

Você não tem o dinheiro suficiente para pendurar as chuteiras, como fez Ronaldo, o fenômeno. Assim, faça uma reserva para ter um futuro tranquilo

Já faz parte do passado o tempo em que uma pessoa trabalhava 30 ou 35 anos de sua vida esperando conquistar uma tão sonhada proteção da Previdência Social para ganhar um merecido descanso na velhice. Hoje, ninguém mais sabe quais serão as regras vigentes na época de sua aposentadoria e muito menos quanto poderá receber do governo. Como muito poucos têm uma renda tão boa para se dar ao luxo de pendurar as chuteiras a qualquer momento, como fez recentemente o jogador Ronaldo, o Fenômeno, a ordem é começar a se preparar o quanto antes para este momento.

Essa preparação exige a formação de uma reserva financeira que possa complementar a aposentadoria pela Previdência Social, cujo teto é de R$ 3.689,66. “O maior problema é que poucas pessoas conseguem se aposentar com este teto”, alerta o advogado Osório Evandro de Oliveira, especialista em Direito Previdenciário, do escritório Osório Evandro Associados.

Investimentos
Opções de investimentos para a formação desta reserva técnica para o futuro não faltam no mercado. O mais importante é começar a poupar o quanto antes. Quem começa mais cedo, consegue acumular muito mais, pois terá mais tempo. “O ideal é começar logo depois de nascer, com os pais fazendo uma caderneta de poupança ou plano de previdência privada para o filho”, aconselha o economista e consultor financeiro Marcus Antônio Teodoro Batista, pós-graduado em Administração Financeira pela FGV, MBA em Finanças pela UFRJ e autor do livro Erros e Acertos na Gestão do Dinheiro.

Quem já está adulto e ainda não começou a se preparar precisa correr para recuperar o tempo perdido. O professor de Economia da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP), Evaldo Alves, lembra que é possível contratar um Fundo de Previdência, no qual profissionais especializados trabalham para administrar investimentos e garantir uma reserva técnica no momento da aposentadoria.

Outra sugestão é a própria pessoa investir aumentando seu patrimônio.

Fonte: O Popular

Deixe um comentário