SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAL ELÉTRICO DE GOIÂNIA – SINDMETAL – GO

Menu

Caxias do Sul(RS): Em repúdio à decisão patronal, metalúrgicos gaúchos iniciam jornada de lutas a partir desta 2ª feira

A decisão foi tomada em assembleia, realizada na manhã do último sábado (22), na sede do Sindicato

Os trabalhadores metalúrgicos de Caxias do Sul e Região repudiaram a proposta da patronal de apenas repor a inflação do período, com o índice de 6,95% para os salários. A decisão foi tomada em assembleia, realizada na manhã do último sábado (22), na sede do Sindicato.

A assembleia aprovou o início de uma nova fase na campanha salarial já a partir da próxima segunda-feira: a jornada de lutas dos metalúrgicos, que contará, inicialmente, com grandes assembleias nas portas de fábrica e algumas paralisações.

Para o presidente em exercício do Sindicato, Leandro Velho, as primeiras rodadas de negociação frustraram a categoria, tendo em vista a posição da classe patronal que foi de dizer não às reivindicações sociais dos trabalhadores e ao oferecer nada de aumento.

“O que os patrões fizeram nas duas rodadas de negociação foi oferecer nada para a categoria, pois só a inflação quer dizer nada. Isso é um desrespeito com quem está dia e noite produzindo a riqueza das empresas e da região. Por isso decidimos intensificar a nossa luta a partir desta próxima semana”, disse. Leandro comparou a luta dos metalúrgicos com os protestos que a sociedade brasileira tem realizado: “As nossas lutas são justas e fazem parte deste mesmo contexto que tem norteado os protestos no país. Por isso, faremos o chamamento aos metalúrgicos, para que venham à rua, ao lado da sociedade, lutar pelos seus direitos e pela valorização que merecem.”

Além disso, Velho salientou ainda que nunca na história as empresas tiveram tantos incentivos como atualmente. “O governo concedeu muitos incentivos para os empresários, como a redução da tarifa da energia elétrica, IPI reduzidos na linha branca, desoneração da folha e incentivos fiscais, entre outros. Só que na hora de valorizar os trabalhadores que são a mão-de-obra qualificada que agrega valor ao produto, é nada. Essa é uma posição gananciosa, que só privilegia o lucro máximo em detrimento dos trabalhadores e da sociedade.”

Mais respeito

O presidente licenciado do sindicato, deputado federal Assis Melo, chamou a atenção para o slogan da campanha salarial deste ano: “Mais respeito a quem trabalha”. Lembrou que os trabalhadores têm deveres, mas também muitos direitos e que a mão-de-obra de Caxias é uma das melhores do mundo e precisa ser valorizada. “Nós metalúrgicos trabalhamos para agregar valor ao produto dos empresários. Somos a mão-de-obra qualificada que melhora a produção das empresas, sem o nosso trabalho a matéria-prima não tem valor nenhum. Precisamos cobrar respeito aos nossos direitos e valor ao nosso trabalho. Agora é a hora! Com a participação efetiva da categoria vamos garantir respeito aos que desenvolvem essa cidade.”

O sindicato juntamente com a categoria metalúrgica e a sociedade caxiense vai intensificar as mobilizações, com paralisações e assembleias nas portas das fábricas a partir da próxima semana. Ao final da assembleia o presidente em exercício, chamou os trabalhadores a estarem unidos e participarem das mobilizações que o sindicato vai promover. “Chegou a hora de nós, metalúrgicos, mostrarmos a nossa força. A nossa luta é por valorização de verdade, com aumento real e mais direitos. A partir de segunda-feira iniciamos uma grande jornada de luta que deve envolver a categoria e a sociedade. Com melhores salários para os metalúrgicos toda a sociedade sai ganhando”, destaca.

Fonte: Mundo Sindical

Deixe um comentário